NOTÍCIAS

page.jpg

Postado em 21/09/2017

 

A ASSINTEC – Associação Inter-Religiosa de Educação, representada pelo Pastor Jorge Schieferdecker, vice-presidente da instituição durante a sessão plenária desta terça-feira, 19 de setembro, recebeu da Assembleia Legislativa do Paraná uma homenagem pelos serviços prestados na cerimônia em alusão ao Dia Internacional da Paz, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e comemorado anualmente no dia 21 de setembro.

Esta homenagem teve como foco mostrar as ações que marcaram o trabalho realizado ao longo destes 43 anos da instituição, trabalho este ligado a promoção do respeito a diversidade religiosa.

Também foram homenageados o senhor Hélio de Moraes Marques (Ordem Rosa Cruz) e o senhor Dom Naudal (Igreja Episcopal Anglicana do Brasil São Tiago), representantes religiosos e membros da ASSINTEC.

 

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Café Inter-Religioso

Postado em 14/09/2017

 

Café Inter Religioso da ASSINTEC

 

No último dia 11/09, a diretoria, os associados e a Secretária de Educação do Município de Curitiba, Maria Silvia Bacila Winkeler, estiveram presentes na Sede da Comunidade Fé Bahá'i para celebrar o Acordo de Cooperação Técnica. Além de celebrar este termo o Café Inter-Religioso, foi um momento foi um momento de partilha, celebramos e renovamos os objetivos da Diretoria da ASSINTEC e de todos os seus filiados. Neste ambiente fraterno e acolhedor, de harmonia e respeito à diversidade religiosa, cada líder/representante religioso a apresentou o seu alimento sagrado (símbolo de sua religião)  que posteriormente foi compartilhado com todos os presentes.

Participaram deste momento os seguintes membros da ASSINTEC:

 

SYLVIO FAUSTO GIL FILHO – representante da comunidade Bahá’í de Curitiba

JORGE SCHIEFERDECKER – pastor da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil

GAMAL OUMAIRI – ‎diretor do Instituto Brasileiro de Estudos Islâmicos do Paraná - ‎(IBEIPR)

DORIVAL SIMÕES – representante da matriz africana

JOSÉ VIRGÍLIO GÓES – Secretário da Presidência /   REGINALDO SILVA ARAÚJO – Conselheiro

MARINÊS NERONE SANTOS - Pregadora Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo (LBV)

SAMARA ROCHA – representante do Budismo

EKACHAKRA – representante da ISKCON (Hare Krishna)

DINÁ RAQUEL DAUDT – representante da Igreja Presbiteriana

OSWALDO MUHLMANN JUNIOR – da AMORC (Ordem Rosa Cruz)

MARLENE DE OLIVEIRA – presidente dos educadores Seicho-No-Iê

DOM NAUDAL – Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

ELÓI CORREA (membro da equipe pedagógica) – para falar da matriz indígena

 

Participaram as seguintes autoridades:

 

Secretaria Municipal de Educação de Curitiba:

 

DEPARTAMENTO DE ENSINO FUNDAMENTAL:

Simone Zampier

GERÊNCIA DE CURRÍCULO: Luciana Zaidan Pereira

COORDENAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO:

Elizabeth Cristina Carassai

Karin Willms

GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS:

Maria de Lourdes do Prado Almeida

Patrícia Bellé

 

Responsável pelo Ensino Religioso no Departamento de Educação Básica da Secretaria Estadual de Educação do Paraná: Renata Cardozo

Responsável pelo Ensino Religioso na Secretaria Municipal de Educação de Colombo: Noely Brito

Responsável pelo Ensino Religioso na Secretaria Municipal de Educação de São José dos Pinhais: Silvana Maria Lara

 

 

Para celebrar este Acordo e a pareceria entre ASSINTEC/SME destacamos o trabalho da equipe pedagógica que incansavelmente vem contribuindo na capacitação dos nossos professores com relação ao Ensino Religioso, hoje uma realidade nacional. À toda equipe o muito obrigado de todos os componentes da ASSINTEC.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 


Confira as fotos do evento: https://goo.gl/photos/f1CGFMAQztW6wNWe6






Postado em 08/06/2017​

Secretária Ana Seres participa de reunião na Assintec

 

A secretária de Estado da Educação, professora Ana Seres, a superintendente da Educação Inês Carnieletto, o chefe do Departamento de Educação Básica (DEB), Cassiano Ogliari, participaram de reunião, na manhã desta terça-feira (06), na Associação Inter-Religiosa de Educação (Assintec), em Curitiba, entidade que representa as diferentes tradições religiosas presentes no Estado do Paraná. A Secretaria da Educação e a associação mantêm convênio, oficializado em março deste ano, com o objetivo de cooperação técnica e pedagógica para o ensino da disciplina de Ensino Religioso na rede pública paranaense.​

"Considerando as necessidades e especificidades do ensino religioso nas unidades da rede estadual, essa parceria nos auxilia a zelar pela qualidade da educação nessa disciplina, com respeito à diversidade e apoiando a formação dos professores", afirmou a secretária Ana Seres.

O acordo de cooperação tem como finalidade principal garantir a efetivação do prescrito nos termos da Lei de Diretrizes e Bases, a LDB, que prevê o respeito à diversidade cultural e religiosa, evitando qualquer proselitismo.

Para garantir a qualidade do ensino na rede paranaense, são desenvolvidos materiais didáticos e é realizada também a formação continuada, que dá suporte aos professores para que desenvolvam suas atividades.

Cada representante religioso levou o seu Alimento Sagrado, fez uma explicação do significado do mesmo e logo após os mesmos foram servidos num delicioso café.


A Assintec é uma entidade civil de caráter educacional que atua em parceria com o poder público na efetivação do ensino religioso nas escolas do Paraná, bem como no apoio pedagógico aos profissionais da educação. 

Participaram deste Café Inter Religioso as seguintes Organizações Religiosas:

 

IGREJA CATÓLICA, representado pelo Padre Carlos Alberto Chiquim

FÉ BAHA’I, representada por Sylvio Fausto Gil Filho

IGREJA LUTERANA, representada pelo Pastor Jorge Shieferdecker

IGREJA MESSIÂNICA, representada pelo Ministro Gustavo Roberto de Sá

ISLANISMO, representado por Gamal Fouad El Oumairi

RELIGIÕES DE MATRIZ AFRIACANAS – UMBANDA E CANDOMBÉ, representado por Jana Rodrigues

CENTRO DE ESTUDOS BUDISTAS BOTSAVATA,  represetando por Marinei Gabardo e Samara

FEDERAÇÃO ESPIRITA DO PARANÁ, representado por  Reginaldo Araújo

AMORC – ORDEM ROSA CRUZ, representado por Hélio de Morares Marques

IGREJA ECUMENICA DA RELIGIÃO DE DEUS – LBV, represetnada por Marinês Nerone

IGREJA PRESBITERIANA, representada por Diná Raquel Daudt da Costa

ISKOM (HARE KRISHNA), represetando por Eka Chakra

JUDAISMO, representando por Rabino Pablo Bermann, Isac Baril e pela Coordenadora de Ensino Religioso da Escola Israelita Prof. Denise Weishof .

RELIGIÕES NATIVAS (INDIGENAS), representada por Elói Corrêa

SEICHO-NO-IE, representada por  Marlene

 

 

Confiram as fotos do evento: https://goo.gl/photos/D8KBdr3RjxFfB4X87

 

 

d290e997505648129cdcece99208a4de.png




 estão abertas as inscrições para o Curso: Encontro com professores do 1º ao 9º ano. 


Os objetivos dste evento são:


- Refletir sobre a prática do Ensino Religioso no contexto da escola pública, enfocando a questão da laicidade.


- Subsidiar os professores para o trabalho com o componente curricular.


Data:  26 de abril de 2017.
Horário: Os participantes poderão escolher o período. De manhã das 8h00 às 11h30 e à tarde das 13h30 às 17h00.


Local: Auditório da Federação Espírita do Paraná, Al. Cabral, 300, Centro de Curitiba.


Público alvo: Professores e pedagogos interessados.


Inscrição: Pelo e-mail: assintecpr@gmail.com , até o dia 21/04, enviar o número do RG e local de trabalho


Haverá certificação.


Realização: ASSINTEC (Associação Inter-Religiosa de Educação) em parceria com Secretaria de Estado da Educação do Paraná e Secretaria Municipal de Educação de Curitiba.






Postado em 10/03/2017


População pode denunciar racismo por telefone


O Paraná lançou nesta terça-feira (7), em Curitiba, o SOS Racismo – pelo telefone 08006420345 a população pode denunciar e receber orientações sobre como proceder em casos de racismo e discriminação. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer local do Estado, das 8h às 17h. O serviço foi lançado no 1º Seminário sobre a Abordagem e Enfrentamento ao Racismo Institucional e será mantido pelo Departamento de Direitos Humanos e Cidadania, da Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos.

As denuncias recebidas serão encaminhadas para órgãos parceiros da secretaria no projeto, como Ministério Público, Defensoria Pública, Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Tribunal de Justiça, Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Paraná, Secretaria da Saúde e Secretaria da Educação. Também foi feito contato com a Ouvidoria Nacional de Promoção da Igualdade Racial para casos envolvendo ente federal.


O Programa foi criado pela Lei Estadual nº 14.938/2005 e regulamentado pelo Decreto Estadual nº 5115/2016, vinculado à Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, com o objetivo de atender a população vítima de racismo, com foco prioritário na população negra.

“Vale destacar que racismo diz respeito à restrição de direitos motivada por discriminação em razão de raça, cor, etnia, religião ou origem, bem como a ofensa que se dirige a uma coletividade, toda uma raça ou etnia”, explica a diretora do Departamento de Direitos Humanos e Cidadania da Seju, Regina Bley.

SEMINÁRIO – O debate com os agentes públicos que integram o sistema de justiça teve como temas a desigualdade racial, a seletividade penal e o racismo institucional. O 1º Seminário sobre a Abordagem e Enfrentamento ao Racismo Institucional foi organizado pela Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, por meio do Departamento de Direitos Humanos e Cidadania (Dedihc).

Este foi o primeiro de cinco eeventos presenciais regionalizados programados para este ano. Os demais serão em Foz do Iguaçu, Guarapuava, Londrina e Maringá.

Para o Secretário de Estado da Justiça, Artagão Júnior, o seminário trouxe um debate público junto às instituições e à população a fim de discutir questões para o enfrentamento de qualquer tipo de racismo. “Este foi o nosso objetivo, levar um debate público sobre questões sociais, desde a dificuldade de acesso a direitos pela população negra, situações financeiras, questões de raça e de qualquer de desigualdade social. Essas situações são consideradas racismo institucional e têm que ser combatidas”, disse.

O debate envolveu agentes de segurança pública, promotores de justiça, defensores públicos, advogados, magistrados, agentes penitenciários, educadores sociais das unidades socioeducativas e profissionais auxiliares, e contou com palestras de profissionais da área.

Estavam presentes na mesa de abertura, diretor-geral da Secretaria da Justiça, Hatsuo Fukuda; o defensor público-geral, Sergio Roberto Rodrigues Parigot de Souza; o assessor especial para Assuntos Estratégicos de Políticas Públicas para a Juventude, Edson Lau Filho; representando o procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia, o procurador de Justiça, Eliezer Gomes da Silva; o diretor de projetos do Ministério de Direitos Humanos, Rogério Franco; a presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB-PR, Silvana de Oliveira; o superintendente de Políticas de Garantia de Direitos Humanos da Seds, Leandro Meller e presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial, Edna Aparecida Coqueiro.


Fonte: http://www.justica.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=1934&tit=Populacao-pode-denunciar-racismo-por-telefone







 

Postado em 06/03/2017


A Secretaria de Estado da Educação (SEED) e a Associação Inter-Religiosa de Educação (Assintec), entidade que representa as diferentes tradições religiosas presentes no Estado do Paraná, assinaram convênio na tarde dessa sexta-feira (03) com o objetivo de cooperação técnica e pedagógica para o ensino da disciplina de ensino religioso na rede pública paranaense.

“Considerando as necessidades e especificidades do ensino religioso nas unidades da rede estadual, essa parceria vai nos ajudar a zelar pela qualidade da educação nessa disciplina”, disse a secretária Ana Seres.

O chefe do Departamento de Educação Básica, Cassiano Ogliari, destaca que o acordo de cooperação tem como finalidade principal garantir a efetivação do prescrito nos termos da Lei de Diretrizes e Bases, a LDB. “Está previsto o respeito à diversidade cultural e religiosa, evitando qualquer proselitismo. Para garantir a qualidade do ensino, são desenvolvidos materiais didáticos e é realizada também a formação continuada, que dá suporte aos professores para que desenvolvam suas atividades”, disse Cassiano.

A Assintec é uma entidade civil de caráter educativo e cultural que representa as tradições vinculadas às quatro matrizes religiosas: indígena, ocidental, africana e oriental.


Veja mais fotos: https://goo.gl/photos/NAWv8QCTfSZPKNMR9


Fonte: http://www.educacao.pr.gov.br/ 






Postado em 23/02/2017.


A Secretária Municipal de Educação de Curitiba - Maria silvia Bacila Winkeler recebeu no dia 22 de fevereiro,  os representantes religiosos associados da ASSINTEC juntamente com a sua equipe pedagógica e a gerência de Ensino Religioso - DEF.






No dia 13 de dezembro os membros da diretoria da ASSINTEC em seus respectivos cargos: PRESIDENTE: Carlos Alberto Chiquim; 1º. VICE PRESIDENTE: Sylvio Fausto Gil Filho; 2º. VICE PRESIDENTE: Jorge Schieferdecker; 1º SECRETÁRIO: Gustavo Roberto de Sá Pereira; 2º SECRETÁRIO: Gamal Fouad Al Oumairi, 1º TESOUREIRO: Dorival Braz Simões e os membros da equipe pedagógica: Adriana Mello, Brígida Karina, Elói Correa e Valmir Biaca se reuniram para fazer uma avaliação do ano de 2016 e apontar novos encaminhamentos para 2017. 


Desejamos à todos um maravilhoso Final de Ano e que as aspirções que almejamos e inspirem ações em prol do Ensino Religioso.







Prêmio Pablo Neruda de Direitos Humanos é entregue na Câmara



Postado em 09/12/2016


Em sessão solene na noite desta quarta-feira (7), a Câmara de Curitiba oficializou a entrega do prêmio Pablo Neruda de Direitos Humanos. Instituída pela lei municipal 11.258/2004, a honraria é concedida a cada dois anos a pessoas ou entidades não governamentais que tenham se destacado pelo trabalho em prol da liberdade ideológica, de credo religioso, de opinião, pela democracia e pela justiça social. 

Na solenidade, a vereadora Carla Pimentel (PSC), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, defendeu a convergência de esforços para que todas as pessoas sejam vistas “com amor”. “Nos unirmos com pessoas diferentes, mas que fazem parte de uma mesma cidade, da proteção de uma mesma comunidade. Em que o respeito é a tônica máxima”, disse. 

Em nome dos homenageados, Darci Frigo agradeceu a honraria recebida e lembrou que no dia 10 de dezembro é comemorado o Dia dos Direitos Humanos e que a Declaração Universal dos Direitos Humanos está prestes a completar 70 anos da sua publicação pela ONU. “O nazifascismo poderia ter colocado em risco o mundo. Esse pacto foi necessário porque a humanidade chegou ao ponto de quase se autodestruir”, lembrou. Ele também destacou as ações necessárias para proteção dos próprios defensores. “Temos que defender o combate à corrupção e às medidas que afetam os mais pobres e mais fracos. Mas somos vítimas da mídia, que tem dito que o defensor de direitos humanos é defensor de bandido. São os principais inimigos, pois semeiam o ódio contra as pessoas”, reclamou. 

No encerramento da sessão, o primeiro secretário da Câmara, vereador Pedro Paulo (PDT), reverenciou o poeta chileno Pablo Neruda, “defensor da democracia”, que morreu durante o período da ditadura militar no Chile de Augusto Pinochet. “Que assim como o poeta falava em mantermos os olhos cheios de amor, que vocês continuem olhando as pessoas procurando garantir seus direitos e que qualquer violação deles seja motivo para indignação de todos. Esse ano, em especial, nesse contexto conturbado de crise, de intolerância, agradecemos o trabalho de cada um”, disse. 

Além de amigos e familiares, também estiveram presentes na sessão o presidente do Instituto de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, Luiz Vanderlei Rodrigues, do superintendente do Núcleo de Pesquisa em Segurança Pública e Privada, Wilson Lucci e do vice-presidente da Câmara Municipal de Colombo, Gil Gera. 

Abaixo seguem os homenageados e os vereadores proponentes da homenagem. 

Padre Agler Cherizier, por Aldemir Manfron (PP). 


Irmão Alairton Castro de Lara, por Mauro Ignácio (PSB). 

Assintec – Associação Inter-religiosa de Educação, por Tito Zeglin (PDT). Entidade civil de objetivo educacional, atua em parceria com o poder público na efetivação do ensino religioso nas escolas do Paraná e no apoio pedagógico aos professores. Com a participação de representantes de diferentes religiões e frentes filosóficas, promove o diálogo inter-religioso através de eventos e encontros de caráter cultural. 

Carlos Alberto Rodrigues Alves, por Jorge Bernardi (Rede). 

Centro de Integração Digital São Luis Orione, por Dona Lourdes (PSB). 
Darci Frigo, por Pedro Paulo (PDT). 
Edna Vasconcelos Zilli, por Carla Pimentel (PSC). 

Moisés Silva Wachanski, por Chicarelli (PSDC). 

Rawlinson Rangel Porto Pereira, por Noemia Rocha (PMDB). 

Ricardo Vilarinho da Costa, por Felipe Braga Côrtes (PSD). 

Terezinha Resende Carula, por Julieta Reis (DEM). 

Verônica Del Gragnano Stasiak Bednarczuk de Oliveira, por Jonny Stica (PDT). 


Fonte: http://www.cmc.pr.gov.br/ass_det.php?not=27247#&panel1-6






Publicado em 02/12/2016


No dia 30 de novembro, aconteceu no município de Pinhais, o III compartilhando Experiências no Ensino Religioso com práticas significativas e realizadas pelas professoras durante o ano letivo de 2016. As apresentações destes professores da área contemplam a proposta curricular do município no trabalho com as quatro matrizes, momentos únicos como esse mostram que o trabalho com a diversidade e o respeito ao outro  é possível em sala de aula. As assessorias foram realizadas para a organização do mesmo foramrealizadas pela SME e ASSINTEC. Este evento contou com a participação das estudantes de pedagogia da Faculdade Bagozzi, as quais apresentaram materiais diadáticos, como jogos pedagógicos. Clique no link abaixo para saber como foi o evento:


https://goo.gl/photos/FZ6xtuZpiFvVX6Pd6






Postado em 02/12/2016


Aconteceu em 23 de novembro o VII Compartilhando Experiências no Ensino Religioso no município de Curitiba. Este ano as práticas apresentadas foram embasadas na versão preliminar do Currículo da SME de Curitiba, que teve sua efetivação neste mês (dezembro). As assessorias foram realizadas para a organização do mesmo foramrealizadas pela SME e ASSINTEC.  Este evento contou também com a participação da estudantes do curso de pedagógia da Faculdade Bagozzi. As estudantes elaboraram jogos pedagógicos que contemplam os conteúdos do currículo. 

Este foi um evento maravilhoso onde o respeito a diversidade é contemplado e colocado em prática nas escolas municipais de Curitiba.


Clique no link para acesar as fotos do evento: https://photos.google.com/album/AF1QipNYGQRz6s74pJ7fzxCx91r9cdykIp4bonBl2jJw


​Acesse o link para conhecer os planos de aulas das práticas compartilhadas: http://ensinoreligiosoemsala.blogspot.com.br/2016/11/vi-compartilhando-experiencias-do.html





 PALESTRA: ARTE INDÍGENA


Estão abertas as inscrições para a palestra de Daniel Conrade sobre a Arte indígena. Nela, “Daniel Conrade apresenta um registro do processo de criação da escultura Guarani-Mbyá da aldeia Kuaray Guata Porã (Caminho Bonito do Sol), do município de Guaraqueçaba / PR. Na sua pesquisa, Conrade aborda todas as etapas de produção, desde a coleta da madeira caixeta e demais materiais ofertados pela natureza até a sua conclusão. Trata-se de um registro completo da confecção, mostrando os detalhes e ferramentas usadas na criação escultórica, oriunda da tradição oral Guarani-Mbyá. Mostra não somente um registro físico, mas a relação desta aldeia e de seus moradores com a natureza, seus deuses, suas crenças e a forma como essas crenças estão enraizadas em sua produção artística.”

Local: Museu Oscar Niemeyer

Endereço:  R. Mal. Hermes, 999 - Centro Cívico, Curitiba - PR, 80530-230

Dia: 09 de novembro

Horário: 9h00

As incrições serão realizadas pelo e-mail: ensinoreligioso@sme.curitiba.org.br ou  pelo telefone: 3350- 3153 - falar Karin





III Compartilhando Experiências no Ensino Religioso de Pinhais


Estão abertas as inscrições para o III Compartilhando Experiências no Ensino Religioso do Município de Pinhais, este evento será realizado no dia 30 de novembro de 2016, nos turnos da manhã e da tarde sendo sua principal finalidade compartilhar as boas práticas realizadas na área de Ensino Religioso.

As inscrições deverão ser realizadas pelo e-mail: assintecpr@gmail.com

Local: Av. Iraí, 696 Cep:83321000 Bairro: Weissópolis -  Pinhais
  






VI Compartilhando Experiências no Ensino Religioso de Curitiba


Estão abertas as inscrições para o VI Compartilhando Experiências no Ensino Religioso de Curitiba, este evento será realizado no dia 23 de novembro de 2016, nos turnos da manhã e da tarde sendo sua principal finalidade compartilhar as boas práticas realizadas na área de Ensino Religioso.

As inscrições deverão ser realizadas pelo e-mail: assintecpr@gmail.com

Local: Centro de Formação Continuada da Secretaria Municipal da Educação, 398 - Curitiba






XXII ARTE E ESPIRITUALIDADE

 

A ASSINTEC convida os professores, pedagogos, diretores de escolas e demais interessados a participarem do encontro que pauta sobre a relação entre a Arte e a Espiritualidade. O tema será:  “A Flauta Mágica” de W. A. Mozart.


DATA: 09 de novembro de 2016.


LOCAL: Auditório da Biblioteca Pública do Paraná.


HORÁRIO: 13h30 às 17h30.


INSCRIÇÃO: As inscrições deverão ser feitas pelo nosso e-mail: assintecpr@gmail.com






Postado em 24/11


Em comemoração a Semana da Consciência Negra, aconteceu no último sábado dia 21/11, o Evento Vozes do Sagrado. Neste evento participaram várias represetnações religiosas que mostraram como as suas vozes sagradas se manifestam. Participaram:​​

Emerli -  Com músicas de espiritualidades (ASSINTEC) e Beatriz Furlaneto no piano

Gamal - leitura da Surt de Maria

Hare Krishna - Mantra Sagrado

Coral Evangélico - Igreja Batista Independente Assembleia de Deus

Cantigas de Umbanda - Afro , CEBRAS

Segue o link para visualizar as fotos: https://photos.google.com/album/AF1QipMoosckjwSCt4FDOFOpaOnbh6LAhf3TqhdZ1hte














Postado em 09/11/2015

Aconteceu no último final de semana o IV SEMINÁRIO MUNICIPAL DA DIVERSIDADE: NOVOS OLHARES FRENTE À DIVERSIDADE HUMANA E CULTURA.

Segue o link das fotos para apreciar o evento.

https://www.facebook.com/Assintec-210625902467020/photos_stream?tab=photos_albums




Postado em 13/09/2015


Nesta quarta-feira, dia 9 de setembro, ocorreu a abertura do V Congresso da ANPTECRE, na PUC-PR. O Congresso foi organizado pela PUC-PR e pela Faculdade Teológica Batista do Paraná.

A mesa de honra foi constituída pela Profa. Dra. Paula Cristina Trevilatto, pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da PUC-PR,


representando também o reitor da PUC-PR, Prof. Dr. Waldemiro Grenski, pelo Prof. Dr. Wilhelm Wachholz, presidente do Conselho Diretor da ANPTECRE, Prof. Dr. Agenor Brighenti, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Teologia da PUC-PR, Prof. Ms. Reginaldo Pereira de Moraes Filho, representando o diretor da Faculdade Teológica Batista do Paraná, pelo Prof. Antonio Renato Gusso, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Teologia da Faculdade Teológica Batista do Paraná, Prof. Dr. Gilbraz Aragão, vice-presidente do Conselho Diretor da ANPTECRE e pelo Prof. Dr. Claudio de Oliveira Ribeiro, secretário-geral do Conselho Diretor da ANPTECRE.

Estiveram presentes ainda o Prof. Dr. Sergio Junqueira, secretário geral do Congresso, Prof. Dr. Eduardo Meinberg Maranhão, presidente da ABHR, Prof. Dr. Jaldemir Vitório, presidente da SOTER, Prof. Dr. Flávio Augusto Senra Ribeiro, coordenador da Comissão Filosofia/Teologia/Ciências da Religião da CAPES e Prof. Dr. Remi Klein, coordenador adjunto para Mestrados Profissionais da Comissão Filosofia/Teologia/Ciências da Religião da CAPES, além de membros dos Conselhos Científicos e Fiscal, coordenadores e coordenadoras de Programas de Pós-Graduação associados da ANPTECRE e demais autoridades civis e religiosas.

O Congresso conta com mais de 500 participantes. Os trabalhos incluem três conferências e nove painéis. Também contará com 492 comunicações em 21 Grupos de Trabalhos. A Conferência de Abertura foi realizada pela Profa. Dra. Marion Dias Brehppol Magalhães, da Universidade Federal do Paraná, e moderação do Prof. Dr. Cassio Murilo Dias da Silva, da PUCRS. A conferência versou sobre “O diálogo da religião em um estado laico”.

Na abertura deste V Congresso, afirmei que teríamos um GRANDE CONGRESSO. A convicção disso residia em toda organização preparatória e a já acolhida aqui na PUCPR. Ao final deste Congresso, tendo ouvido muitas manifestações pelos corredores, creio não estar equivocado: tivemos um GRANDE CONGRESSO! Enalteceu este Congresso a participação de cada congressista, painelista, conferencista, comunicador e comunicadora, mediador e mediadora, organizador e organizadora, e, especial, reitero, cada colaborador e colaboradora da PUCPR e da Faculdade Teológica Batista do Paraná.

Reitero, neste momento, agradecimento à Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), organizadora e sede do Congresso e o faço em especial na pessoa de seu reitor, Magnífico Reitor Prof. Dr. Waldemiro Gremski, representado pelo Prof. Dr. Agenor Brighenti, e do secretário executivo, Prof. Dr. Sérgio Junqueira.

Também expresso gratidão, na pessoa do Prof. Ms. Reginaldo Pereira de Moraes Filho, representando a direção da Faculdade Teo

lógica Batista do Paraná, co-organizadora.

Agradeço ainda à CAPES, e, especial, destaco a pessoa do Coordenador de Área Filosofia/Teologia/Ciências da Religião, Prof. Dr. Flávio Senra, pelo seu apoio e intermediações em favor deste Congresso.

Finalmente, também agradecimento ao CNPq, à Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná e à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Governo do Estado do Paraná.

Chegamos ao V Congresso da ANPTECRE, construindo uma história que iniciou na fundação da ANPTECRE em Goiânia, lá em 2007, passou pela PUC-SP, no primeiro Congresso, por Belo Horizonte, no segundo congresso, na Universidade Mackenzie em São Paulo, no terceiro congresso, na UNICAP/Recife, no quarto congresso e chegou ao quinto capítulo aqui na PUCPR. Vamos rumo ao sexto capítulo, vamos para a PUC-GO, em Goiânia, onde nossa história como ANPTECRE iniciou. Queremos marcar o início da escrita do sexto capítulo da história dos Congressos da ANPTECRE, entregando um presente, uma obra de madeira em marchetaria, estampando uma araucária e uma casa típicos do Paraná, ao Prof. Dr. Alberto da Silva Moreira, simbolizando a inauguração dos trabalhos do VI Congresso da ANPTECRE, a ser acolhido pela PUC-GO, em 2017. Através desta obra, queremos manter ativas as iniciativas e pesquisas aqui apresentadas, conclamando ao protagonismo de mais um novo capítulo.


Até 2017! Até o VI Congresso da ANPTECRE em Goiânia!



Neste mês agosto, a Revista Diálogo nº 79, na parte Educação traz a matéria da professora Adriana Mello, com o tema: O encanto no Ensino Religioso.

Podemos perceber com esta matéria que as competências e habilidades didáticas e pedagógicas aplicadas ao Ensino Religioso e inspiradas em ensinamentos tão milenares e, ao mesmo tempo, tão atuais como os das cosmogonias africanas, resultam em aulas brilhantes e transformadoras, porque encantam os estudantes. 

Esta publicação mostra o passo a passo em como trabalhar o conteúdo, mito da criação, (na matriz africana, para o povo Iorubá). São oito aulas tratando dos seguintes conteúdos:  símbolos, ritos, textos sagrados, de forma simples,  lúdica e utilizando-se de diversos recursos. 




Mas afinal o que é a Macumba?
Assista ao vídeo produzido pelo professor Caio Alberto, onde o entrevistado é o professor e técnico-pedagógico: Valmir Biaca, que faz parte da equipe pedagógica da ASSINTEC. Em sua entrevista ele explica e compartilha o seu conhecimento sobre as Religiões Afro-Brasileiras na qual será também explicado o que é afinal a Macumba.

https://www.youtube.com/watch?v=eEP-88RiKNg









Nesta semana o professor Caio Alberto publicou em seu Canal do YouTube a entrevista realizada com o membro da ASSINTEC e professor: Elói Correa. A temática desenvolvida foi sobre as religiões de matriz indígena.

São muitas as religiões indígenas no Brasil?

Existem índios?

Que povos indígenas vivem no sul do Brasil?

Como trabalhar esses conhecimentos no Ensino Religioso?

​Confira o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=3GFPXugBiwU





​Em breve, mais informações:







No dia 15 do mês de julho de 2015, as equipes de Educação Básicada  Secretaria  de  Estado  da  Educação  do  Paraná,  representadas pelas disciplinas  de Educação  Física,  Ensino  Religioso,  História  e  Sociologia,  e técnicos  do  Núcleo  Regional  de  Educação  da  Área  Metropolitana  Norte, realizaram  uma visita técnica-pedagógica  à  Aldeia  Indígena  Araçaí,  no município de Piraquara/Pr.

A visita  ocorreu  por  meio  do  convite  feito  da  ASSINTEC, representado pelo técnico pedagógico de Ensino Religioso, Valmir Biaca e  pela  Equipe  da Diversidade  do  Núcleo  da  Área  Norte,  esse conhecimento do local anterior ao trabalho que se propõe junto aos professores, se faz necessário, pois é essencial que se possa desenvolver uma relação com a comunidade para que seja possível a realização da efetivação de um trabalho de pesquisa para aprimoramento do conhecimento prático, serão esses subsídios que os levarão da teoria à prática.

Durante  a  visita  foi  realizada  discussão  com  os  líderes  acerca das questões histórico, sociais e culturais daquela comunidade. Estavam presentes um  dos líderes  da  aldeia  Sr.  Marcolino  (ex  cacique),  o  diretor  da escola indígena  –  Eriton  Ricardo,  a  equipe  pedagógica  e  professores,  além  dos moradores do local. Alguns assuntos abordados, dentre eles as dificuldades legais e ambientais,  assim como a demarcação das terras  pela  FUNAI e um breve histórico de como se deu a instalação  da  aldeia  naquele  local,  a  migração  do município de Mangueirinha, no ano de 1999, e o contexto em que esta ocorreu. As equipes presentes perceberam como é funcionamento da escola indígena e do posto de saúde, que consta com  a atuação de uma enfermeira e um técnico indígena, além de  visita  semanal  de  um  médico.  Embora  esses  serviços  se  façam presentes, nota-se ainda situação aquém do ideal.









net.JPG

A representante da ASSINTEC neste Fórum será a professora Brigida Karina, este evento acontecerá na cidade de Porto Alegre no dia 19-06-2015.
O Conselho de Ensino Religioso do Estado do Rio Grande do Sul – CONER/RS, pretende participar/contribuir, a partir das reflexões  no processo de construção/elaboração, pelo Conselho Estadual de Educação do Rio Grande do Sul, das Novas Diretrizes Curriculares para o Sistema Estadual de Ensino. Não se pretende esgotar as discussões em torno da oferta do Ensino Religioso na Educação Básica, mas fomentar o debate, a partir do entendimento que se tem da importância dessa área de conhecimento para a formação integral do educando, no respeito à diversidade e no diálogo constante com os diferentes. 

Partindo dessa reflexão, nosso intuito, enquanto instituição, é o de cumprir o papel que nos cabe na defesa do Ensino Religioso enquanto parte integrante da formação básica do cidadão, que possui um objeto de estudo próprio, cuja presença no currículo escolar da Educação Básica tem o compromisso de contribuir na formação de uma sociedade justa e comprometida com o desenvolvimento pessoal e social de todos. Cabe a todos nós, envolvidos e comprometidos com o processo educativo, valorizar esse conhecimento, buscando efetivamente reconhecê-lo com uma das áreas de conhecimento da Educação Básica.




Audiência Pública para discutir o Ensino Religioso em Escolas Públicas
Despacho:
1. Por decisão de 13.03.2015, convoquei audiência pública para discutir o modelo de ensino religioso nas escolas públicas, a ser realizada 

no dia 15 de junho de 2015, a partir das 9 horas, na sala de Sessões da 1ª Turma, Anexo II-B, 3º Andar, no Supremo Tribunal Federal.
2. Foram convidadas por este relator as seguintes entidades: (i) Conselho Nacional de Secretários de Educação – CONSED; (ii) Confederação Na
cional dos Trabalhadores em Educação – CNTE; (iii) Confederação Israelita do Brasil – CONIB, (iv) Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, (v) Convenção Batista Brasileira – CBB, (vi) Federação Espírita Brasileira – FEB, (vii) Federação das Associações Muçulmanas do Brasil – FAMBRAS, (viii) Igreja Assembleia de Deus - Ministério de Belém, (ix) Liga Humanista Secular do Brasil – LIHS, e (x) Sociedade Budista do Brasil – SBB.
3. Nos termos do edital de convocação, além das entidades previamente convidadas, foram admitidas inscrições de todos os interessados em contribuir para o debate, tendo sido registradas 227 inscrições. Os critérios de seleção adotados foram os seguintes: (i) representatividade da comunidade religiosa ou entidade interessada; (ii) especialização técnica e expertise do expositor; e (iii) garantia da pluralidade da composição da audiência e dos pontos de vista a serem defendidos.
4. Tendo em vista o elevado interesse na audiência e considerando os critérios estabelecidos no edital, defiro a participação dos seguintes órgãos e entidades: (i) Ação Educativa Assessoria, Pesquisa e Informação; (ii) AMICUS DH – Grupo de Atividade de Cultura e Extensão da Faculdade de Direito da USP; (iii) Anis – Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero; (iv) ANAJUBI – Associação Nacional de Advogados e Juristas Brasil-Israel; (v) Arquidiocese do Rio de Janeiro; (vi) ASSINTEC - Associação Inter-Religiosa de Educação e Cultura; (vii) Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação e Pesquisa em Teologia e Ciências da Religião – ANPTECRE; (viii) Centro de Raja Yoga Brahma Kumaris; (ix) Clínica de Direitos Fundamentais da Faculdade de Direito da UERJ; (x) Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados; (xi) Comissão Permanente de Combate às Discriminações e Preconceitos de Cor, Raça, Etnia, Religiões e Procedência Nacional; (xii) Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; (xiii) Conectas Direitos Humanos; (xiv) Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação; (xv) Convenção Nacional das Assembleias de Deus - Ministério de Madureira; (xvi) Federação Nacional do Culto Afro Brasileiro – FENACAB em conjunto com Federação de Umbanda e Candomblé de Brasília e Entorno; (xvii) Fórum Nacional Permanente do Ensino Religioso – FONAPER; (xviii) Frente Parlamentar Mista Permanente em Defesa da Família; (xix) Igreja Universal do Reino de Deus; (xx) Instituto dos Advogados Brasileiros – IAB; e (xxi) Observatório da Laicidade na Educação em conjunto com o Centro de Estudos Educação & Sociedade.
5. É facultado a todos os inscritos na audiência pública, inclusive aqueles não selecionados, o envio de suas contribuições por escrito para o e-mail ensinoreligioso@stf.jus.br até o dia 05.06.2015.
6. Os participantes convidados e aqueles que tiveram a sua inscrição deferida terão 15 (quinze) minutos, cada, para expor suas posições sobre as questões apontadas na decisão convocatória da audiência. As exposições ocorrerão na seguinte ordem:
Dia 15.06.2015 — Manhã, das 9h às 13h: Conselho Nacional de Secretários de Educação — CONSED (Expositor: Eduardo Deschamps); Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação — CNTE (Expositor: Roberto Franklin de Leão); Confederação Israelita do Brasil — CONIB (Expositora: Roseli Fischmann); Conferência Nacional dos Bispos do Brasil — CNBB (Expositor: Antonio Carlos Biscaia); Convenção Batista Brasileira — CBB (Expositor: Vanderlei Batista Marins); Federação Espírita Brasileira — FEB (Expositor: Alvaro Chrispino); Federação das Associações Muçulmanas do Brasil — FAMBRAS (Expositor: Ali Zoghb

i); Federação Nacional do Culto Afro-Brasileiro — FENACAB e Federação de Umbanda e Candomblé de Brasília e Entorno (Expositor: Antônio Gomes da Costa Neto); Igreja Assembleia de Deus - Ministério de Belém e Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (Expositor: Abiezer Apolinário da Silva); Convenção Nacional das Assembleias de Deus - Ministério de Madureira (Expositor: Bispo Manoel Ferreira); Liga Humanista Secular do Brasil — LIHS (Expositor: Thiago Gomes Viana); Sociedade Budista Brasileira (Expositor: João Nery Rafael); Centro de Raja Yoga Brahma Kumaris (Expositora: Cleunice Matos Rehem); e Igreja Universal do Reino de Deus (Expositor: Renato Gugliano Herani).
Dia 15.06.2015 — Tarde, das 14h30 às 19h30: Anis — Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero (Expositora: Debora Diniz); Observatório da Laicidade na Educação (Expositor: Luiz Antônio Cunha); AMICUS DH – Grupo de Atividade de Cultura e Extensão da Faculdade de Direito da USP (Expositor: V

irgílio Afonso da Silva); Comissão Permanente de Combate às Discriminações e Preconceitos de Cor, Raça, Etnia, Religiões e Procedência Nacional (Expositor: Carlos Minc Baumfeld); Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (Expositor: Deputado Marco Feliciano); Ação Educativa Assessoria, Pesquisa e Informação (Expositor: Salomão Barros Ximenes); Fórum Nacional Permanente do Ensino Religioso — FONAPER (Expositor: Leonel Piovezana); ASSINTEC - Associação Inter-Religiosa de Educação e Cultura (Expositor: Elói Correa dos Santos); Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação (Expositor: Luiz Roberto Alves); Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (Expositor: Gilbraz Aragão); Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação e Pesquisa em Teologia e Ciências da Religião — ANPTECRE (Expositor: Wilhelm Wachholz); Instituto dos Advogados Brasileiros — IAB (Expositor: Gilberto Garcia); Associação Nacional de Advogados e Juristas Brasil-Israel — ANAJUBI (Expositor: Carlos Roberto Schlesinger); Frente Parlamentar Mista Permanente em Defesa da Família (Expositor: Senador Magno Malta); Arquidiocese do Rio de Janeiro (Expositor: Luiz Felipe de Seixas Corrêa); Conectas Direitos Humanos (Expositor: Oscar Vilhena Vieira); e Clínica de Direitos Fundamentais da Faculdade de Direito da UERJ (Expositor: Daniel Sarmento).
7. Em caso de apresentação com recursos audiovisuais, os arquivos a serem exibidos deverão ser encaminhados, até o dia 05.06.2015, para o e-mail ensinoreligioso@stf.jus.br.
Publique-se.
Brasília, 15 de maio de 2015.
Ministro LUÍS ROBERTO BARROSO
Relator




Nos dias 7 e 8 de maio aconteceu o Fórum Internacional do Ensino Religioso, evento integrado no 1º Congresso Lusófono de Ciência das Religiões - 9 a 13 de maio, promovido pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias em Lisboa.
O evento reuniu pesquisadores, professores e envolvidos na área de educação para refletir sobre o Ensino Religioso junto aos diferentes sistemas de ensino, em instituições públicas e privadas do Brasil e de Portugal.
A ASSINTEC foi representada pelas professoras:
1) Brígida Karina Liechocki Nogueira da Silva - comunicação no GT-Metodologias e Recursos com a apresentação do trabalho: "O lúdico no Ensino Religioso"
2) Diná Raquel Daudt da Costa - comunicação no simpósio Religião, Educação e Sociedade com a apresentação sobre: "O Ensino Religioso no Paraná: Contextualização da situação do ER no Estado e a atuação da ASSINTEC.

   11336936_405037213025887_6519864664391000939_o.jpg